Lux Fulgebit

natal_castris


Lux Fulgebit: Polifonia e Cantochão para o Natal a 3 vozes

O programa que apresentamos incide sobre um dos períodos mais importantes do Ano Litúrgico: o Natal. Compreende dois estilos de música sacra que coexistiram ao longo de vários séculos: o cantochão e a polifonia. O cantochão aqui apresentado compreende várias rubricas para os ofícios de Matinas e Laudes para o dia de Natal, assim como o Introitus (que dá o título a este programa) e o Communio para a missa maior do dia, provenientes dos livros de coro quinhentistas que pertenceram ao mosteiro cisterciense feminino de S. Bento de Cástris, nos arredores de Évora. O cantochão é intercalado com polifonia de compositores espanhóis como Cristóbal de Morales, Tomás Luis de Victoria e Alonso Lobo, e de compositores ligados à Sé de Évora como Filipe de Magalhães, Duarte Lobo e Manuel Cardoso. Aqui encontramos obras como o motete para o Natal Puer qui natus est do Morales, apelidado pelos seus contemporâneos como Lux Hispaniae in musica (luz da Espanha em música). Encontramos ainda versos de hinos (Magnificat e Christe redemptor) de Victoria, Duarte Lobo e Cardoso. Nestes hinos, assim como nas outras obras, a redução da textura de quatro para três vozes implicava uma escrita contrapontística mais apurada, sendo aproveitada pelos compositores para complexificarem não só a imitação entre as vozes, mas também a própria sonoridade destas secções. Foi objectivo do Ensemble Eborensis apresentar um programa em que estas secções, apesar de breves, pudessem ser ouvidas na sua plenitude não se perdendo na extensão por vezes longa das obras onde aparecem.


Programa

Antífona ad Magnificat: O Sapientia (P-EVad Mús. Lit. 61)
Manuel Cardoso (1566-1650) – Et misericordia ejus (Magnificat Secundi Toni)
Kyrie (P-EVad Mús. Lit. 32)
Filipe de Magalhães (c.1571-1652): Jesu Redemptor a 3
Alonso Lobo (1555-1617): Benedictus qui venit
Duarte Lobo (c.1566-1646): Christe eleison (Missa Elisabeth Zachariae)

In Nativitate Domini

ad Matutinum
Invitatorium: Christus natus est nobis (P-EVad Mús. Lit. 63 e 45)
Antífona: Dominus dixit ad me (P-EVad Mús. Lit. 63)
Antífona: Laetentur caeli (P-EVad Mús. Lit. 63)
Antífona: Verbum caro factum est (P-EVad Mús. Lit. 63)
ad Laudes
Antífona ad Benedictus: Gloria in excelsis Deo (P-EVad Mús. Lit. 63)
ad Missam
Introitus: Lux fulgebit (P-EVad Mús. Lit. 34)
Communio: Viderunt omnes (P-EVad Mús. Lit. 34)

Cristóbal de Morales (1500-1553): Domine Deus, Agnus Dei
Cristóbal de Morales: Puer natus est nobis
Duarte Lobo: Deposuit potentes (Magnificat Sexti Toni)
Tomás Luis de Victoria (c.1548-1611): Sic praesens testatur (Christe redemptor omnium)

OUVIR